domingo, setembro 27, 2009

"AS MULHERES DA MINHA VIDA"


Desde que me conheço por gente, tenho um certo espírito de veneração para com as mulheres. Gosto muito de me perder em suas particularidades e encontrar em cada uma delas, mesmo que seja apenas uma coisinha singular que cada uma de vocês tem em especial. Amo o som de suas vozes, os cabelos ao vento, os olhares de canto de olho, os abraços receptivos, os sorrisos sinceros e as gargalhadas incontroláveis. Na infância, demostrava com uma pura timidez... Não sabia me aproximar, ou se me aproximava, me atrapalhava. Mas me lembro bem de que sempre tive alguém, desde sempre, que enxergava com um certo carinho especial, mesmo que fosse no prézinho, e me lembro de ser também tratado com um certo carinho em particular...
Me refiro á época do prézinho, porque nós, como crianças não temos aquela malícia pelo sexo oposto, é um tipo de sentimento de carinho muito puro... Quando fiz o pré-3, o fiz na escolinha Monteiro Lobato em Presidente Prudente - SP, em que tínhamos um parquinho de ferro sobre a areia no pátio, onde passávamos os intervalos.
Em um dia especial, eu me lembro que minha irmã (linda!) Ana Carolina, tinha eapontaneamente me dado um pacote de salgadinho Fandangos de Queijo (para quem não lembra, foi extinto em 1998, e tinha o pacote laranja claro) e me lembro de ela me olhar com o maior sorriso do mundo dizendo que o tinha ido comprar para meu recreio. Eu me incumbi de uma tremenda missão, comer aquele salgadinho! Hahaha! :D
Mas durante o intervalo, com 5 anos de idade, qual criança come quieta?

Eu fui brincar no parquinho, com o salgadinho na mão... Quando virei uma cambalhota é lógico que derrubei grande parte daquele salgadinho e comecei a chorar de desespero porque tinha derrubado o salgadinho que minha irmã me dera! Agora vocês vão entender porque as mulheres são tão especiais...
Naquela classe do pré três, éramos aproximadamente uns 12 alunos, mas nem sempre falamos com todos da nossa classe, certo?
Bem, Uma das meninas com quem eu nunca havia conversado, loirinha e magrela, a Jéssica veio me ajudar.
Ela dizia "Não chora! dá pra limpar olha!" e limpava os salgadinho na camiseta para que eu não chorasse e me dava na mão para comer.
Olhem, o sentimento de uma garota de 5 anos... Não é de se admirar? Claro que era um motivo banal, mas vá explicar isso pra um garoto emotivo de 5 anos! Rs! Desde aquele dia eu me pego pensando que toda mulher tem algo em particular, que provavelmente ninguem vá entender, ou que algumas pessoas não vão descobrir, mas que sempre está lá, esperando pra ser desvendado... É fantástico! No começo da adolescência eu fui me libertando dessa timidez e fui me aprofundando nesse mundo fantástico. Eu queria mais, conhecer mais... Na adolescência, percebi que grande parte das minhas amizades e junto com quem eu podia ser cada vez mais sincero era com as mulheres. É fantástico tamanha compreensão e carinho que vocês carregam dentro de si, agradeço pela vida que tive até hoje, recheada de momentos como os do prézinho... Dos mais simples, aos mais particulares.
Uns anos atrás, foi moda o livro do Código Da Vinci, onde me deparei pela primeira vez com o culto da Paidéia e do Paganismo, o culto ao feminino, á mulher.
Não sou um adepto da religião, mas me identifico com grande parte das idéias...
O que é verdadeiramente divino, está aqui conosco, vive e respira, procria, cuida.
Somos quem somos e o que somos, não só por nós, mas porque graças a vocês, mulheres que nos criam ou que crescem conosco, estão presentes aqui, em todos os lugares, todos os dias... Salve a vida deste hedonista que cresceu próximo á vocês, fantásticas mulheres!
Para os que não sabem, cresci com três mulheres em casa... O símbolo máximo do carinho e da doação, minha diva maior, minha Deusa, meu amor maior (Claro né mãe?!).
Minha irmã, companheira, comparsa e parceira, a rainha das teorias... Carol! E a doce Paula, a cabeça das brincadeiras, carinhosa de personalidade forte... Poderosa! Como, não ser um fã da figura feminina?
Seus beijos e sexualidade, seus carinhos, charmes e poderes...HA! esse sexxx Appeal, HA! Essas personalidades e complicações!
Havemos de convir, que até mesmo seus defeitos têm um certo charme hãn?

Que vocês sejam veneradas mulheres, por seus mistérios e charmes, poderosos, constantes e marcantes.
Amo todas vocês.
BONITAS!

Escrevo pela minha família, minhas amigas e meu eterno amor.

3 comentários:

  1. Muito bacana seu post!
    Os homens que convivem com mulheres na infância tendem a ter essa admiração por elas, meu irmão que o diga, rsrs.

    ResponderExcluir
  2. Olá Brunooo!! Ahhh o Sagrado Feminino! Precisamos conversar rapaz...UHAHUAHU
    Se quer saber de mulher, estás diante de uma feminista que lê muito e conhece historias alem do imaginado!
    O Culto á Donzela Caçadora, primeira deusa pagã...um mundo realmente diferente.

    Adorei o texto. Indico uma leitura á você: As Brumas de Avalon. É maravilhoso e surpreendente.
    Beijo queridooo

    ResponderExcluir
  3. Claudia Carol Oliver26 de janeiro de 2010 02:32

    Bruno obrigada. Quando eu vi o meu nome eu nao acreditei! O q eu posso dizer: é q há alguns anos atras eu conheci um jovem adolescente q sonhava em se tornar um grande homem; hj eu vi o q almejava; ele conseguiu; e por fim conseguiu muito mais; se tornou o mais jovem e grande homem na qual faz parte da minha vida e tbm tbm da minha amizade. bjo nem preciso dizer te a.. Bruno; parabens; vc conseguiu.

    ResponderExcluir