segunda-feira, março 22, 2010

"APENAS DE PASSAGEM"


Tenho refletido MUITO sobre tanto. Aqui vai:


Me sinto apenas de passagem por essa vida, queimando minha existência como uma vela.

Durante o banho essa manhã, fiquei pensando do quanto consumimos nessa vida, quantas refeições faremos, quantos sabonetes usaremos nos banhos, tubos de pasta de dente, desodorantes, camisas, tênis, energia, tempo... Somos consumidores natos.

Mas estamos somente de passagem pois nada do que consumo vai pra "algum lugar" em especial, vira apenas energia para minha existência, essa existência que vai se esvaindo com o tempo. Durante o banho hoje, me dei conta de que vagarosamente estamos apodrecendo e que com tantos pensamentos, eu fiquei curioso com a maneira em que minha existência irá acabar, de como eu vou morrer, o que na verdade é a única real certeza que tenho de minha vida.

Será que vou morrer jovem, em alguma catástrofe?

Ou velhinho com um ataque do coração?

Vou me lembrar de minha mulher e meus filhos ou terei mal de Alzheimer?

Amputarei algum membro durante a vida?

Esta é a graça da vida, a incerteza do amanhã!

Por mais planos que possamos fazer, nunca poderão passar por cima do destino e do que nos é traçado pelos acontecimentos ao redor, pois não dá pra saber, nunca dá. E isso me dá um grande frio na barriga, claro, não gosto de sentir dores, não gosto de sofrer. Não que isso me amedronte, mas o que posso evitar para meu máximo conforto, eu evitarei. A gente nunca sabe se vai estar vivo amanhã, se vai deixar saudade, se marcou a vida de alguém porque no fim, estamos sozinhos com nossos atos e pensamentos, mas apenas esperando que não sejamos esquecidos, que possamos ser amados e lembrados.

C'est la vie companheiro... É a vida com seus truque e pegadinhas, suas incertezas e certezas.

"Não há como prever o imprevisível".

Um comentário:

  1. te amooooooooooooooooooo
    vc nunca será esquecido

    mamis

    ResponderExcluir